Notícias

6 de novembro de 2019

Museu da Imigração Italiana é reaberto com exposição permanente

Por italoclube em Sem Categoria com Comentários desativados em Museu da Imigração Italiana é reaberto com exposição permanente

O Museu da Imigração Italiana no clube Ítalo Brasileiro, está de portas abertas após uma breve restruturação com a curadoria feita pelo historiador Sérgio Dias e também com ajuda da equipe do clube que fez um trabalho de seleção de documentos e materiais.

O museu representa particularidades que permeiam o universo da vida dos imigrantes italianos no Brasil, neste caso, em solo capixaba. O museu estava fechado e praticamente abandonado a mais de 10 anos .

A exposição atual apresenta  referências que nos remetem ao deslocamento, à identidade, às lembranças, aos costumes e às formas de adaptação dos italianos à nova vida nas florestas tropicais.

No primeiro tópico, à entrada da Sala 1 – temos utensílios e equipamentos domésticos, que evocam lugares da “casa italiana”, a cozinha, a sala de refeições, o cantinho da costura, elementos ligados ao trabalho doméstico, feito pelas mulheres. Também, locais de reunião da família italiana (das refeições, das reuniões, das confraternizações, lugar de recolhimento, de intimidade, dos cuidados femininos: com a nutrição, a proteção e o acolhimento).

No centro da Sala 1 – temos um baú de viagem, que propositalmente evoca o deslocamento, as incertezas e esperanças das famílias que emigraram e levaram para um novo país, para um território até então desconhecido, as suas armas e bagagens.

Complementando este objeto simbólico, temos uma estante (à esquerda) que apresenta exemplares de documentos, como passaporte, carteira, certificado e fotografia, que nos fazem refletir sobre temas como a identidade nacional e aspectos culturais envolventes, como a presença da música no cotidiano dos italianos, como forma de lazer, de congraçamento, de associação e de relembrar aquele mundo perdido que ficou para trás.

Na Sala 2 – temos dois tópicos que fazem referência à vida social dos imigrantes: o primeiro grupo de peças é de culto religioso, marca a presença dos italianos católicos na vida social do Espírito Santo, notadamente pela sua devoção e pela construção de belas e grandiosas igrejas nas localidades onde se estabeleceram.

O segundo tópico é representado pelo mundo do trabalho, onde podemos direcionar nosso olhar para a estante com os objetos de uso dos trabalhadores das tropas de animais de carga, que transportavam em muitas viagens os produtos da lavoura e os mantimentos necessários à subsistência das famílias, além de outros como uma serra para o corte de grandes troncos de madeira, empregada para construir as suas primeiras edificações.

Integra esta exposição, peças de trabalho empregadas nas atividades do comércio, peças do cotidiano dos camponeses e outros objetos de arte vinculados às famílias italianas que se fixaram no Espírito Santo e guardaram as suas lembranças da terra natal.

Atualmente o museu pode ser visitado na CasaCor Espírito Santo .

Projeto Arquitetura: Daniela Alencar
Projeto restauro e conservação : Sergio Dias

Scroll to top